Essa mancha não estava aqui! E agora?

Essa mancha não estava aqui! E agora?


27/11/2019


O surgimento de manchas na pele do rosto ou do corpo pode ser causa de grande preocupação, especialmente se a lesão for pigmentada. O médico indicado para fazer o diagnóstico correto e proceder o tratamento de cada tipo diferente de mancha é o Dermatologista.

Vamos conhecer um pouco mais sobre algumas das manchas marrons mais comuns:

Efélide: são as sardas. Surgem comumente na infância e nas áreas mais expostas, como a face. Muitas vezes são indicadores de uma pele mais sensível ao sol, pois aparecem com maior frequência nas peles claras dos pacientes ruivos e loiros. Podem apresentar regressão espontânea no início da idade adulta.

Melanose solar: é causada pela exposição ao sol e surge nas áreas mais expostas, como a face, o dorso das mãos, os antebraços e o colo. São manchas pequenas, de coloração e quantidade variável, assintomáticas e sem alteração de relevo. Lembram as sardas e não têm relação com o câncer de pele.

Queratose seborreica: não tem relação direta com a exposição solar, mas pode ser hereditária. Pode aparecer em qualquer parte do corpo e crescer rápido. Sua superfície é áspera, opaca e muitas vezes descamativa. Pode inflamar se estiver em área de atrito constante ou por causa de algum trauma e apresentar dor e inchaço.

Nevo melanocítico: são as “pintas”. Podem estar presentes desde o nascimento ou surgir a partir da adolescência. Aparecem em maior quantidade no tronco, braços e face. Também estão relacionadas à hereditariedade e à exposição ao sol. Têm crescimento lento, são simétricas, com coloração e bordos regulares, e podem adquirir relevo após muitos anos. Em alguns casos podem evoluir para Melanoma, apresentando então rápida modificação na cor, forma e crescimento.

Melanoma: é o câncer de pele originado das células pigmentadas. Apresenta-se como uma mancha de crescimento rápido, com forma assimétrica, bordos e coloração irregulares, inicialmente sem relevo e sem sintomas. Com a evolução pode apresentar inflamação, sangramento, coceira e surgimento de relevo. O diagnóstico precoce é o que determina a chance de cura.

Veja
também

Os procedimentos estéticos mais procurados

Cinco mitos e verdades sobre cuidados com a pele

Dezembro Laranja – prevenção


Cadastre-se e receba novidades sobre os nossos tratamentos no seu e-mail.